05 março 2015

Na cozinha :: Pizza de carne com molho de tomate caseiro

Ultimamente eu tenho tentado não comer produtos industrializados. Eu busco na internet algumas receitas para substituir alimentos que eu costumava comprar no supermercado. Molho de tomate é um desses alimentos. Maaaaaaaaaaas, resolvi colocar a mão na massa... 

Encontrei uma receita de Pizza com massa de carne e essa foi a oportunidade de usar minha mais nova receita!!

Para fazer o molho é bem simples. 

1. Basta por na panela de pressão os seguintes ingredientes:
  • 2kg de tomate cortados e sem sementes
  • 2 cebolas cortadas
  • 3 dentes de alho
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • sal a gosto
  • água (não precisa cobrir os ingredientes, use em pouca quantidade)
Quando a panela pegar pressão, conte 10 minutos e desligue. Espere esfriar e liquidifique. 
2.Use uma peneira para escorrer a água excessiva. 
3. Leve ao fogo com as ervas e outros ingredientes do seu gosto. Prontinho.


Molho pronto. Agora é hora de preparar a massa de carne. É tudo muito simples também. Basta misturar (com as próprias mãos) os seguintes ingredientes:

  • 1/2kg de carne moída
  • 1 ovo
  • 2 colheres de sopa de amido de milho
  • 1 cebola ralada
  • temperos do seu gosto
Mistura bem e espalha por uma forma de pizza. Jogue o molho por cima da massa de carne, depois espalhe bastante queijo muçarela. Como não gosto de óregano, eu salpiquei manjericão desidratado. Leve ao forno até assar a carne. 


Eu garanto que fica DELICIOSO! 
nham, nham...

02 março 2015

Maratona de Organização #Desafio01 [bolsa]

Oláaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!
Gente, esse ano começou bombando pra mim, viu? 
Mas estou amando essa fase de mudanças! Para começar, vou me ORGANIZAR!
Vou contar um segredinho: eu só sei me organizar em relação ao meu trabalho! Minha casa é uma zona (mesmo que eu arrume todos os dias!). Descobri que eu sou péssima em organizar a minha própria vida!

Eu sou uma bagunça da p*&%#$...

Por conta dessa imensa bagunça que faço na minha vida, decidi participar da Maratona de organização do site Como se organizar da querida Clara Miranda. Ela explica tudinho neste post aqui.

O primeiro desafio é: organizar a bolsa/mochila!!

Vamos lá, gente?

Olhem bem como eu andava por aí:


É isso mesmo que vocês estão vendo!!! Eu amontoava tudo dentro de um bolsão e, quando eu queria algo, precisa contar com a sorte de enfiar a mão dentro desse saco sem fundo e achar logo de primeira!!! SOCOOOORRO! (observem a baguncinha ao redor da bolsa! #TENSO)

Como a Clara sugeriu no post, eu tirei tudo de dentro, sacudi bastante para expulsar as sujeirinhas acumuladas... Depois disso, comecei a separar as coisas que levo na bolsa:


1. Roupa e acessórios de natação (maiô, toucas, óculos, toalha)
2. Nécessaíre (shampoo, condicionador, creme de pentear, creme hidratante, escova de dente, creme dental, lip balm, batons, espelho)
3. Carteira e porta-moedas
4. Estojo de lápis
5. Livro do momento
6. Agenda
7. Fone de ouvido
8. Garrafa de água
9. Case para óculos
10. Chicletes e chaves
11. Sombrinha

Depois de analisar cada coisa, perceber o que realmente é importante, decidi que uma bolsa não seria suficiente. Tive que optar por usar uma mochila!! Bem melhor pra distribuir o peso.

Então, eis aqui minha mochila organizada:

Na parte dianteira, eu coloquei o livro, agenda, estojo de lápis, case para óculos, chaves e fone de ouvido:


Na parte do meio (parte que considero mais protegida), eu coloquei a carteira, porta-moedas e chicletes:


Na maior parte, eu pus em uma sacolinha a roupa e acessórios de natação; dividi a nécessaire: na grande, eu coloquei shampoo, condicionador, creme de pentear e creme hidratante; na pequena (rosa de bolinhas pretas), eu pus escova de dente, creme dental, lip balm, batons e espelho. 


Minha mochila possui dois compartimentos externos e coloquei em cada lado: garrafa de água e sombrinha... Vejam o resultado final:


Olha, nem foi horrível, viu? Estou tão feliz que consegui vencer essa etapa do desafio. Agora eu decidi que, todo domingo, eu farei essa manutenção... Estou empolgada! :D
E tratem de se empolgar, hein?

#MaratonaCSO #ComoSeOrganizar

15 janeiro 2015

Cabelo, cabeleira, cabeluda, descabelada...

Oiiiiiii! Um tempão sem falar do meu pixaim, né? Na verdade, passei um tempão sem falar de nada! hahahahaha...
Mas eu estou cuidando direitinho dos meus cachinhos... *.*

Uma amiga me perguntou o que é que eu uso... Eu parei por uns segundos e não respondi... Ai, gente! Eu uso tanta coisa!!! rsrs... #ALoka

Eu continuo com o Cronograma Capilar que mostrei aqui. Mas a diferença é que agora eu diversifico muito os produtos que uso. A cada vez, é um produto diferente para o cabelo não viciar.



Cabelo cacheado é sempre uma incógnita! A gente lava e não sabe como ficará quando secar. A gente acorda e fica até com medo de se olhar no espelho. Maaaaaaaaas, se a gente cuida direitinho, dá para ficar razoável... rsrsrs... Observem que, em cada foto, o danado está de um jeito diferente... É sempre assim!

Um dos meus maiores problemas é em relação ao volume. Meu cabelo é muito fino e ralo... Daó os cachos ficam todos modeladinhos parecendo cabelo de criança. Eu quero VOLUME!

Para dar um pouco de volume, eu decidi cortar. Minha prima foi a grande escolhida para fazer o corte... Olhem o resultado:


Eu simplesmente A-M-E-I! O corte em camadas dá uma falsa impressão de volume!!! *.*

Fico aqui pensando se sempre terei que manter nesse tamanho para ter volume... Não quero! Quero cabelão! rsrsrs...

Gostaram do meu pixaim?

13 janeiro 2015

Eu li :: A filha das flores - Vanessa da Mata



Tem um certo tempo que li esse livro da Vanessa. Eu SEMPRE fui fã da Vanessa como cantora e amei de verdade o livro A filha das flores.

É uma história bem simples, fluida e super gostosa de ler. Uma garota que cresceu numa cidade pequena, mas tem curiosidade e coragem para descobrir o que vai além dos limites deste lugarejo. A todo o momento, Giza é impulsionada a buscar o novo, a se descobrir através de tudo que é diferente da sua simples vida de florista.

Giza foi criada por suas duas tias: Margarida e Florinda. Elas parecem esconder um segredo. Na verdade, toda a cidade parece viver à sombra desse segredo que somente a garota não conhece. Dotada de uma imaginação muito fértil, Giza vai crescendo e, de posse do carro que faz as entregas das flores, a menina vai descobrindo novos lugares, novas pessoas, novos caminhos...

É uma linda história... O desfecho é surpreendente! Devorei o livro em dois dias! Super recomendo.

30 dezembro 2014

Qual o saldo de 2014?

Tô vendo todos compartilhando aquela retrospectiva que o Facebook inventou... Decidi não compartilhar a minha... Gente, quem decide os melhores momentos da minha vida sou EU! Farei a minha então, né? #SouDessas


Beijo no ombro para toda a negatividade ir pra longe! 
(foto de março/2014)

Outra coisa que vi/ouvi muito foi que 2014 foi um ano "zicado"... Sabe? Não gosto disso! Calma! Não sou nenhuma Poliana que faz o jogo do contente e blá, blá, blá...E vou explicar o porquê. A gente tem essa mania de intensificar as coisas ruins e, quando fazemos isso, encontramos dificuldades de enxergar as coisas boas... A tendência é ficar espalhando energia negativa por aí. Eu aprendi que a vida fica MUITO MAIS LEVE quando você para para observar as coisas boas! Sinceramente, prefiro viver assim...

Desde que comecei a praticar yoga, eu fui sentindo a necessidade de me tornar uma pessoa mais leve... E não estou falando de emagrecer. Estou falando de não alimentar pensamentos negativos como mágoas, ciúmes, raiva, ira... E fui praticando esse "desapego de sentimentos ruins" ao longo do ano... Alguns dizem que eu tô querendo ficar 'zen'...


Ommm...

E quer saber? Tô querendo ficar zen mesmo... Na verdade, tô querendo ficar 'sem': sem gente falsa do meu lado, sem pensamentos negativos, sem doenças, sem stress, sem me preocupar com coisas bobas, sem problemas que não têm solução... Sem todas essas coisinhas que nos fazem mal... POR FAVOR!

Sim, tive alguns momentos bem ruins em 2014, mas não quero falar disso... Sei que não vou esquecê-los, mas não quero alimentar essas lembranças... Do ano de 2014, eu quero lembrar que descobri que sou forte e que eu posso SIM enfrentar problemas; descobri que eu posso SIM morar sozinha e não me sentir sozinha; Descobri que eu tenho SIM amigos de verdade e descobri também que se eu me preocupo em cuidar de mim, não tenho tempo de me preocupar com o que os outros pensam sobre mim e a minha vida!  



Agora ninguém me segura! Eu faço tudo o que me deixa feliz! A vida é HOJE!

2014 foi um ano de muito aprendizado e eu aprendi que a gente não deve esperar muita coisa... 

Resumo de 2014:


Fortaleci amizades, apaguei contatos que não me fazem bem, conheci pessoas novas, me descobri, aprendi a cuidar de mim, aprendi a valorizar quem me valoriza e o melhor de tudo: ME APAIXONEI POR MIM MESMA!

Que 2015 seja o ano de colheita da minha mudança de hábitos e que eu possa aprender muito mais! 

A propósito, respondendo a pergunta-título do post: 2014 teve um saldo muito positivo!

21 outubro 2014

Playlist :: Como se recompor depois do fim...

Oi, gente! 
Hoje é um post prazzamigas que terminaram o relacionamento e deseja sair do fundo do poço... Mas tem que sair com classe, viu, migas? Não se permitam ficar chorando e se culpando. NÃO MESMO!

Só pra resumir minha história (porque ninguém merece ouvir #mimimi): entre idas e vindas, fiquei com o pseudo (lembram dele?) por CINCO ANOS. Isso, minha gente: CINCO ANOS! Sim, tivemos muitos momentos maravilhosos. MUITOS! Maaaaas, eu nunca me senti segura com ele, sabe? Sabe aquele tipo de pessoa escorregadia? Pois bem... Enfim, cansei disso. Eu quero uma pessoa inteira do meu lado, sabe? E ele não podia ser inteiramente "meu". Entenderam as aspas? Espero que sim... ¬¬'

Já falei que não me permito ficar triste? Pois é, não me permito! É claaaaaaaaaaaaaaro que com o término definitivo de uma relação de cinco anos, eu não fiquei indiferente à situação. Chorei? Claro que sim! Mas eu tenho tanta coisa mais interessante pra me preocupar, que esse término foi apenas mais um daqueles motivos que eu sempre deixo de escanteio no meu dia. #SouDessas

A decisão de terminar de vez foi minha (eu acho!). Porque a gente terminou umas duas vezes e sempre voltávamos pra uma situação que já me incomodava muito. Eu sempre fui a fraca da relação. Sempre aceitava tudo. TUDO mesmo. MAs chegou uma hora que não quis mais aceitar, afinal, não sou obrigada, né? 

Tudo começou quando eu estava ouvindo o CD Bicicleta, bolos e outras alegrias da Vanessa da Mata e, de repente, a música 'Vá' me disse tudo que eu deveria fazer... Foi difícil, meninas! Mas eu disse: VÁ!


"Vá se descobrir, vá crescer, entender e saber o que quer, quem você quer (...) Cresça, me deixe paz, mesmo que eu sofra mais (...) Amanhã serei bem mais feliz!

Pronto! Depois disso foi só me acostumar com o fato e tome-lhe música pra animar... Tem uma ótima do Luan Santana: Cabô, cabô! 


"Cabô, cabô (...) Não dá mais, eu te amava sim (...) Me toquei, não quero mais nós dois (...) Some do meu lado, eu não quero perder nem mais um segundo do meu tempo com você..."

E a pessoa tem que ser forte, viu? Descobriu que não dá mais, precisa sustentar isso! Nada de ficar alimentando que a pessoa mudou (no meu caso, teve cinco anos pra mudar e nada de diferente aconteceu!)... Por via das dúvidas, eu o bloqueei de todas as redes sociais... Gente, é difícil, mas é necessário! Pra reforçar essa decisão, ouvi reptidas vezes essa canção da Demi Lovato:

"But even if the stars and moon collide - Mas mesmo se as estrelas e a lua colidirem
I never want you back into my life - Nunca vou querer você de volta na minha vida
You can take your words and all your lies - Você pode pegar suas palavras e suas mentiras
Oh oh oh I really don't care - Porque eu realmente não me importo

Vanessa da Mata consegue cantar tudo aquilo que eu gostaria de dizer... Ela é realmente incrível.

"Porque esse amor se disse forte, se quem o teve nunca o quis?
Nunca se deu de verdade e o evitou quanto mais sentiu (...)

Olha, gente: quero deixar claro que não estou amargurada, ok? Eu vivi uma mentira na minha vida, mas eu ACEITEI viver isso. Só com tempo pra explicar tudo... Um dia, a gente marca um chopp... É muita coisa, muita história... E eu decidi mudar. Finalmente entendi que não podia mais fingir que estava tudo bem. Quero ser feliz de verdade. E todo mundo merece ser feliz de verdade... :D

Pra fechar, outra música da Vanvan que descreve EXATAMENTE o que se passa agora na minha cabeça...


"Quem sofre de amor sabe do que eu estou falando: Não tem jeito tudo é muito intenso!

Agora é virar a página e continuar sendo feliz! :*

29 setembro 2014

O poder de uma barba

Dia desses eu estava assistindo ao programa do Faustão e ele soltou a seguinte pérola: Mulheres não gostam de barba! 
A minha reação foi exatamente esta:



Como alguém ousa a profanar tamanha inverdade? Eu pensei: ele só pode estar brincando! Isso não é sério! Gente, isso não pode ser levado a sério! É claro que eu acredito que há pessoas nesse mundo que preferem uma cara lisa ( A Fernanda Reali que o diga!), mas abrir a boca e dizer uma insanidade dessa é imperdoável!

Então... Encontrei uma matéria que falava alguns atores antes e depois... Vejam só o que uma barba faz com a cara de um homem:



Tom Welling, você ficou simplesmente MUSO com essa barba! O.M.G.!!!! Postei essa foto no facebook e uma enxurrada de opiniões apareceu! hahahahaha...
Eu sou SUPER a favor da barba. Não curto a moda Maomé, mas uma barbinha é FUNDAMENTAL!!

Separei algumas beldades que melhoraram 1000% após a adesão desse elemento de puro charme masculino. Vejam:


Alexandre Nero

 Bruno Gagliasso

Cauã Raymond

Eric Dane

George Clooney

Hugh Jackman

Jake Gyllenhaal

Digam se uma barba não faz toda a diferença? *.*



23 setembro 2014

Sobre morar sozinha :: ser / estar / sentir-se sozinha

Jamais esquecerei os calafrios que sentia quando ouvia mi hermana falar que ela iria morar sozinha. Doía muito imaginar que eu também teria que ir morar SOZINHA!
O sonho dela sempre foi esse. Desde sempre, ela repete que "nasceu pra ficar sozinha"! Eu nunca quis. Na verdade, eu tinha PAVOR disso. Nunca quis mesmo. E o pior: nunca imaginei que eu faria isso.



Por obra do destino, nos últimos meses dividindo o mesmo teto, eu passava a maior parte do tempo SOZINHA no nosso apartamento alugado. Ela estava se mudando aos poucos. Inconscientemente, estava me fazer aprender o quanto é importante estar SOZINHA.

Lembro que eu ligava para o ex chorando e dizia: "Não quero morar sozinha, não gosto de ficar sozinha!". Ele sabiamente dizia: Você já está sozinha. Pare pra pensar quanto tempo você fica em casa com alguém. E era verdade. Fiquei os 3 últimos meses SOZINHA na nossa casa dividida. Eu estava, de fato, aprendendo.



Mudei de casa. A primeira semana, convidei um primo pra ficar lá comigo com a desculpa de ter alguém pra me ajudar. Era mais confortável assim. Quando ele foi embora, chamei uma prima com a mesma desculpa. Enfim, ambos foram embora, porque a vida tinha que seguir. 

No primeiro dia TOTALMENTE sozinha em casa, eu lembro de ter ido dormir muito cedo pra que o dia seguinte chegasse logo e eu fosse trabalhar. E foi assim no segundo, terceiro, quarto dia... Depois de uma semana, eu comecei a chegar em casa e assistir um filme... Depois, lia um livro... 


E, com o tempo, fui começando a perceber que eu sou uma companhia bastante interessante! Sou divertida, sabe? Faço piadas sobre mim, rio dessas piadas... Converso comigo mesma sobre alguns poucos dilemas que aparecem...

E sabe o que eu achei mais louco com isso tudo? Com um mês morando sozinha, eu fico meio agoniada quando tenho que sair do conforto do meu lar. Estou até com medo de estar me transformando numa pérola. Pois, atualmente, não há nada mais interessante que meu cantinho! *.*



Eu A-M-O ficar sozinha em casa. Posso falar alto, posso não falar. E tem mais: posso ainda convidar alguém pra eu conversar! Existe uma uma grande diferença entre SER x ESTAR x SENTIR-SE SOZINHA. Por incrível que pareça, desde que moro sozinha, me sinto cada dia menos sozinha. Sempre tem alguém pra telefonar, pra te chamar no whatsApp.. Confesso que, às vezes, eu fico meio chateada de ter que me concentrar em outras coisas e pessoas...

E tudo isso está sendo maravilhoso pelo simples fato de que eu estou me amando a cada dia mais! *.*

23 abril 2014

Na cozinha :: Tortinha leve de limão

Dia desses, minha amiga Vida me chama no whatsApp para dizer que havia acabado fazer uma Torta de limão low carb... Ela encontrou a receita no blog Dietas e receitas



Eu achei o máximo e corri para o supermercado comprar os ingredientes:

Para a massa:
  • 3 ovos 
  • 1 potinho de Iogurte natural desnatado 
  • 3 colheres (sopa) de farelo de aveia 
  • 7 colheres (sopa) de leite em pó desnatado 
  • 2 colheres (chá) de adoçante (eu não uso adoçante, então substituí por açúcar demerara)
  • 1 saquinho de suco em pó de limão zero 
  • 1 colheres (sopa) fermento em pó 
Para a cobertura:
  • 18 colheres (sopa) de leite em pó desnatado 
  • 1 e 1/2 copo de água gelada 
  • 1 saquinho de suco em pó de limão zero 
É super fácil de fazer. Primeiro bate todos os ingredientes da massa no liquidificador e só depois disso mistura o fermento. Eu optei em fazer cupcakes, mas pode fazer numa assadeira média também.

Enquanto assava, preparei a cobertura: bati durante mais de um minuto sem parar todos os ingredientes até ficar uma massinha cremosa. Minha amiga Vida disse que cobertura dela só ficou cremosa depois de levada à geladeira. 


Ficou realmente MUITO gostoso. Todos que experimentaram aprovaram esse quitute de baixo carboidrato. Eu amei. Realmente MUITO gostoso. nhamiiii...

11 abril 2014

Sobre morar sozinha :: Encaixotando e desencaixotando os pertences

Bem, gente... Agora é a vez da segunda pior parte de uma mudança: ENCAIXOTAR TODAS AS SUAS COISAS.
Na verdade, não sei se é a segunda ou, de fato, a pior parte. É nesse momento que você começa a se questionar se você realmente precisa de tantas coisas!!



Eu não havia me dado conta de que eu tinha TANTA COISA!
As coisas grandes, tipo móveis, são as mais simples, pois não precisam embrulhar, encaixotar... É aquela coisa de tirar do lugar e pronto!

Eu me vi perdida no meio de tanta bagunça... Eu tenho muitos bibelôs, foram caixas e mais caixas de objetos pequenos e frágeis. Gente, eu quase chorei.



Olhem bem para minha situação no início da mudança:



E isso não foi NADA! No total, eu utilizei 20 caixotes de papelão. Sem contar que foi também necessário utilizar meus baldes, minhas caixas organizadoras... 

Eu gastei QUATRO DIAS para embrulhar e encaixotar tudo que eu tinha... Sim, pessoas... QUATRO DIAS! Eu estava à beira de um ataque de nervos!!! O.M.G.!
A minha sorte grande foi ter caído do céu um primo maravilhoso que, no último dia, fez tudo aquilo que deveria ter feito nos outros dias: ORGANIZAÇÃO.


Ele foi separando tudo por ordem de compartimentos da casa: cozinha, quarto, sala... Embrulhou item por item e SALVOU a minha vida. Eu NUNCA na minha vida poderei expressar a gratidão e amor que sinto por ele. N-U-N-C-A!

Depois vem a segunda parte: DESEMBRULHAR, DESENCAIXOTAR E ORGANIZAR. A arrumação que meu primo fez me ajudou bastante na casa nova, pois eu sabia exatamente onde estava cada coisa. :D

Agora que tudo está no seu devido lugar, vou começar a dar toques exclamativos no meu novo lar! *.*

Ser gente grande definitivamente não é fácil! Agora vem as dores e as delícias de morar sozinha. Já estou acomodada em meu cantinho e vou mostrar Depois eu conto sobre as primeiras impressões de ficar SOZINHA em casa... Eu estou me sentindo tão bem! 



Um beijo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...